CON

pmi

itao

itao

geraldo

geraldo simoes

TICOMIA

TICOMIA

CALÇADÃO CULTURAL

CALÇADÃO CULTURAL

ascom

ascom

5 MORTES EM ASSALTO A BANCO NA BAHIA

 

Por Edelvânio Pinheiro
Um policial da CAEMA - Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica de Posto da Mata, morreu e outro ficou ferido com um tiro na cabeça em um confronto com bandidos que, na manhã desta quarta-feira (05/09), assaltaram a agência do Banco do Brasil da cidade de Itanhém, de onde levaram mais de meio milhão de reais. Os quatro bandidos também morreram.
O soldado Cléber Sousa Costa, 33 anos, que dirigia a viatura, chegou a ser levado de helicóptero ao Hospital Regional de Medeiros Neto, mas não resistiu ao ferimento de um tiro de fuzil e foi a óbito. O outro policial, o soldado Sandro Alves Carvalho, foi ferido na cabeça e levado para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, onde passou por uma intervenção cirúrgica e não corre mais risco de morte.
Já os assaltantes ainda foram socorridos e levados para o Hospital Municipal de Medeiros Neto, onde dois já chegaram sem vida e outros dois morreram tão logo deram entrada no pronto socorro da unidade: Hilton Dias Lovato, 42 anos, Roberto Queiroz Martins, 41, Acácio Gonçalves da Silva, 36, e Ivo Alves Quinzinho, 22, todos oriundos do estado de São Paulo.
Troca de tiro
A troca de tiros ocorreu durante as buscas à quadrilha, por volta das 09h30, cerca de uma hora depois de o grupo deixar o banco. Na fuga eles vieram pela BA-290, passaram pelo bairro Uldurico Pinto, na cidade de Medeiros Neto, seguiram por uma estrada vicinal e também passaram pelo distrito de Itupeva no município de Medeiros Neto, e saíram na cidade de Lajedão, onde houve o confronto. Antes, porém, os assaltantes bateram o Astra preto, placa JNY-2452/Salvador, e tomaram de assalto uma Fiat/Strada preta e fizeram de reféns o motorista e o pai dele.
O tenente coronel Osíris Moreira Cardoso, comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar de Teixeira de Freitas, e o major Ubiraci Barbosa da Silva, comandante da CAEMA, comandaram as operações. Quatro guarnições da 44ª Companhia Independente de Polícia Militar de Medeiros Neto também participaram das buscas aos bandidos.
O policial morto no confronto, o soldado Cleber Sousa Costa, 33 anos, era natural de Salvador e há nove anos estava na Polícia Militar da Bahia, integrando aos quadros da CIPE – Companhia Independente de Policiamento Especializado da Bahia e atualmente servia na unidade da CAEMA - Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica de Posto da Mata e estava tirando o seu último serviço pela especializada, porque a sua transferência para Salvador já havia sido publicada no dia anterior a sua morte.
Funcionários algemados e amordaçados
Três dos assaltantes chegaram à agência do banco antes das 8 horas da manhã e renderam o gerente de serviço Eduardo Contão Vieira. Na proporção que os funcionários iam chegando, os bandidos os levavam para uma sala interna da agência, sem causar qualquer tipo de desconfiança. Lá todos foram imobilizados com algemas de plástico e tiveram as bocas tapadas com uma fita adesiva (amordaçadas). O outro assaltante estaria no Astra, aguardando o desfecho do assalto para fugir com os demais.
Segundo o gerente geral do Banco do Brasil de Itanhém, Luiz Leônidas Renon, os assaltantes mantiveram 12 pessoas presas. “Eles nos trancaram no caixa forte antes de levar todo o dinheiro”, contou o gerente, que chegou a ser agredido com um soco por um dos bandidos. Dentro do caixa forte que, na verdade, é uma sala equivalente a um quarto pequeno, os funcionários ficaram presos por cerca de 20 minutos e só foram soltos com a chegada do prefeito de Itanhém, Milton Ferreira Guimarães, o “Bemtivi”, que é funcionário de carreira do banco e sabe manusear a porta do cofre.
Os quatro assaltantes estavam com armas e munição de guerra, além de rádios de comunicação. Com eles a PM encontrou três fuzis AK 47, um fuzil Colt Comando, uma pistola nove milímetros e 326 munições de diferentes calibres, todas elas são armas exclusivas das forças armadas.